Bolsonaro vê em Fábio Faria ponte com Congresso e mídia tradicional

Escolhido para comandar o Ministério das Comunicações, recriado ontem, Fábio Faria é deputado federal do PSD pelo Rio Grande do Norte, integrante do centrão e genro do empresário e dono do SBT, Silvio Santos. Ex-apoiador de governos petistas, como Lula e Dilma Rousseff, passou a criticar o partido e a defender o governo Jair Bolsonaro (sem partido).

O convite a Faria faz parte da estratégia de Bolsonaro de melhorar a relação com o Congresso e tentar dar nova cara para comunicação do governo, vinculada à ala ideológica.

Faria tem 42 anos e nasceu em Natal (RN). Ele é casado com Patrícia Abravanel, uma das filhas de Silvio, desde 2017, com quem têm três filhos: Pedro, 5, Jane, 2, e Senor, 1. Antes de Patrícia, namorou Adriane Galisteu e Sabrina Sato.

O deputado está no quarto mandato na Câmara e, para assumir o ministério, precisará se licenciar da Casa, assim como fizeram outros ministros, como Onyx Lorenzoni (Cidadania) e Tereza Cristina (Agricultura).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *