Novinhos fazem do TikTok a ferramenta definitiva para dominar a indústria do pop

Até abril, o rapper Roddy Ricch tinha o single mais ouvido nos Estados Unidos. Desbancada do pódio por The Weeknd, sua faixa “The Box” liderava as paradas desde dezembro, quando foi lançada, um reinado de 11 semanas.

Parece um déjà-vu do ano passado, quando “Old Town Road”, hit de Lil Nas X, estourou no primeiro semestre e bateu o recorde de mais semanas no primeiro lugar da Billboard. Não porque se tratam de dois rappers antes desconhecidos ou pelas batidas de trap, mas sim porque as duas músicas ganharam fama no TikTok.

A plataforma chinesa de vídeos —aplicativo mais baixado no mundo em janeiro, à frente de WhatsApp e Instagram— se tornou a verdadeira galinha dos ovos de ouro do pop contemporâneo. Recentemente, até instituições mais tradicionais, como o Grammy, reconheceram artistas que fizeram sucesso no TikTok, premiando não só Lil Nas X, mas também Lizzo neste ano.

“Tudo que há de mais novo, hoje, está no TikTok”, diz Pedro Sampaio, DJ, produtor e cantor do hit “Sentadão”. “Qualquer um que trabalha com entretenimento e pop mainstream, tem que estar ligado.” Sampaio, 22, é usuário do Musica.ly —aplicativo que deu origem ao TikTok em 2018— desde que tinha 14 anos, um “cabelão” e inspirações artísticas. “Eu era uma criança. Fazia caras e bocas com as músicas do momento”, afirma.

Mas por que o TikTok? Tem tudo a ver com facilidade. “É lógico que é fácil para a moçada mais jovem, crianças e adolescentes já nativos digitais”, diz Vicentini. “Em 20 minutos você consegue fazer um vídeo editado, com a trilha que você quer. Esse formato superdinâmico e muito caseiro o diferencia. Não dá para pensar em um vídeo tão artesanal no Instagram.”

Ou seja, o feed pode ter um vídeo de Will Smith, um dos famosos mais bem-sucedidos no TikTok, com seus mais de 20 milhões de seguidores, logo depois do brasileiro Vincy, que viralizou com uma música própria, reutilizada em vídeos de outras pessoas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *