Perfumes e roupas lideram lista de presentes para Dia dos Namorados, indica pesquisa; maioria gastou menos que em 2019

Pesquisa da Toluna mostra que 64% das pessoas decidiram comprar presentes em lojas onlines; 70% vão mudar forma de comemoração em 2020.


No meio de uma pandemia que têm colocado à prova muitos relacionamentos amorosos, a comemoração do Dia dos Namorados será diferente este ano para a maioria dos casais. 

A Toluna, fornecedora líder de insights do consumidor sob demanda, realizou uma pesquisa para verificar como as pessoas estão se preparando para celebrar o Dia dos Namorados durante o período de isolamento social recomendado pelas autoridades internacionais de saúde. Apesar das medidas restritivas em relação à atividade comercial, a pesquisa aponta que haverá movimento nas vendas do Dia dos Namorados, comemorado no Brasil em 12 de junho.

Na pesquisa realizada com 864 pessoas entre os dias 5 e 8 de junho de 2020 foi constatado que, entre as pessoas que estão em um relacionamento, a maioria (70%) irá mudar a forma de comemorar o Dia dos Namorados neste ano. Desta vez, 77% desse grupo irá comemorar em casa na companhia de seu parceiro; 10% irá comemorar de forma virtual, através de conferência de vídeo; e 6% planeja visitar seu namorado(a). Além disso, 52% dos respondentes disseram que vão preparar um jantar especial, e 33% pedirá comida de restaurante através de aplicativos.

Apesar do cenário atual, a intenção de presentear permanece e a compra de presentes não será deixada de lado pela grande maioria das pessoas. Quando questionadas, 77% das pessoas dizem que já compraram ou pretendem comprar presentes para o Dia dos Namorados. Dessa maioria, 64% irão comprar os presentes em lojas onlines, 20% em lojas físicas com retirada e 5% pretendem comprar de autônomos ou pequenos comércios. 

Os presentes mais citados pelos entrevistados foram perfumes (38%), roupas (35%), chocolates (28%), sapatos (17%), maquiagem/cosméticos (16%) e flores (13%). A maioria das pessoas – 44% – afirmou que está gastando menos com o presente do que no ano passado, enquanto 31% disse que gastou mais, e 22% indicou que a despesa foi igual à de 2019.

Quase 62% das pessoas entrevistadas irão fazer uma surpresa para o seu parceiro  no Dia dos Namorados. Em um cenário de abertura de restaurantes, 38% dos entrevistados alega que iria comemorar a data nesses estabelecimentos. Grande parte dos entrevistados (40%) considera importante passar o Dia dos Namorados juntos com seu parceiro.

Essa pesquisa foi realizada entre os dias 5 a 8 de junho, com 864 pessoas das classes A, B e C, segundo critério de classificação de classes utilizado pela Abep – Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa, onde pessoas da classe C2 tem renda média domiciliar de R$ 4.500 por mês. Estudo feito com pessoas acima de 18 anos, de todas as regiões brasileiras, com 3% de margem de erro e 95% de margem de confiança.

Por: Maurício Guedes | Sherlock Communications

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *